Ensaios climáticos e de envelhecimento simulam desgaste natural

Os ensaios de envelhecimento acelerado em câmara xenon, câmara UV e em
câmara térmica permitem simular as condições climáticas a que os
produtos podem ser submetidos e avaliar a degradação das propriedades do
material, condições de funcionamento e o desgaste dos mesmos. Os
equipamentos, como os recentemente adquiridos pela SCiTec, são capazes
de controlar com rigor as variáveis de ensaio e, assim, gerar resultados
de alta confiabilidade metrológica.

Condições diferentes, ensaios diferentes

São diversos equipamentos para simular as várias situações de
intemperismo.

Câmara climática

A câmara climática permite que os parâmetros de temperatura e umidade
relativa sejam controlados e registrados ao longo de todo ensaio. Os
sistemas disponíveis na Scitec permitem realizar ensaios com
temperaturas variando de -70ºC até 180ºC. São câmaras de
diversos tamanhos e faixas de temperatura e umidade de operação.

Estufa

As estufas são utilizadas em ensaios com temperatura acima da
temperatura ambiente, nestes casos também é possível fazer o controle da
umidade durante o ensaio. A partir da elevação da temperatura é possível
acelerar a degradação do material, ou do produto, e com isso ocorre um
envelhecimento acelerado. Como exemplo, podemos citar o envelhecimento
acelerado de embalagens.

Envelhecimento Térmico – UV

O equipamento de envelhecimento térmico UV permite simular o
ultravioleta solar para a região de ondas curtas. É muito utilizado para
ensaios em plásticos e revestimentos. Dessa forma, é possível observar
efeitos como perda de cor ou brilho, turvação, opacidade, perda de
aderência e resistência, aparecimento de trincas, bolhas, entre outros.

Envelhecimento Térmico – ARC Xenon

Já o envelhecimento em câmara xenon é realizado por meio de instrumentos
de envelhecimento ultravioleta equipados com uma lâmpada de arco de
xenônio. Este é o ensaio de envelhecimento acelerado que melhor simula o
envelhecimento natural, pois simula o espectro total da luz solar,
incluindo UV, visível e infravermelho.

Os ensaios climáticos e de envelhecimento podem ser realizados de acordo
com as normas específicas ou, ainda, de acordo com as necessidades do
cliente.

Tais ensaios avaliam a perda de resistência dos materiais frente ao
intemperismo, ou seja, simulam o desgaste para reproduzir os danos
causados pela luz solar, chuva e orvalho, que ocorreriam ao longo de
meses ou anos.

Menu