Segurança de amortecedores automotivos

Resultados de alguns estudos demonstram que, com amortecedores gastos ou de qualidade inferior aos padrões mínimos, a distância de parada durante a frenagem aumenta de 5% para 25%, dependendo da velocidade e da massa do veículo. Mas a segurança de amortecedores automotivos pode ser garantida por testes em laboratório.

Você sabia que amortecedores destinados ao mercado de reposição são componentes com certificação compulsória do Inmetro? E que eles só podem ser comercializados no Brasil após passarem, prioritariamente, por um processo rigoroso de ensaios em laboratórios de terceira parte acreditados?

O que são laboratórios de terceira parte acreditados?

Os laboratórios de terceira parte acreditados, como a SCiTec, são organismos com comprovada competência e imparcialidade, o que resulta em um modelo eficaz de avaliação da conformidade. Isso impacta diretamente no aumento da segurança e, consequentemente, na redução dos acidentes.

Amortecedores desgastados podem causar acidentes

Um estudo recente estimou que aproximadamente 50% dos carros com mais de cinco anos circulam com amortecedores desgastados, mas os motoristas não sabem disto porque ajustam gradualmente sua direção para compensar o movimento anormal do veículo. Contudo, um amortecedor desgastado, ou de qualidade duvidosa reduz a capacidade do motorista de controlar o veículo.

Em caso de emergência, pode ocorrer um acidente que poderia ter sido evitado se a suspensão estivesse em boas condições. Além disso, o funcionamento inadequado faz com que o pneu perca contato com o solo. A consequência é um desgaste heterogêneo dos pneus, perda de capacidade de frenagem, baixa estabilidade e desgaste prematuro dos demais componentes da suspensão.

Certificação é garantia de segurança

A idade média dos veículos no Brasil é de aproximadamente dez anos, o que resulta em um mercado de reposição de amortecedores muito expressivo, tendo em vista que esses componentes são substituídos frequentemente. A certificação é o meio de atestar que o produto foi fabricado de forma a atender aos requisitos de uma norma ou de um regulamento técnico específico.

Quando um produto, por não estar de acordo com os requisitos da norma, puder afetar a saúde ou a segurança do consumidor, o Inmetro, ou outro órgão governamental, pode tornar a certificação desse produto obrigatória (compulsória). Assim, ao adquirir amortecedores, verifique se eles possuem a marca de certificação. Ela é a garantia da segurança do produto.

Menu